Entenda as diferenças entre os testes para detectar a Covid-19

Só um teste laboratorial é capaz de dizer, com certeza, se uma pessoa contraiu ou não o vírus


Sintomas como febre, tosse, cansaço são sinais de alerta para a Covid-19. A recomendação, nestes casos, é procurar imediatamente um hospital para ser avaliado por um especialista. Mas, para ter a certeza do diagnóstico, é necessário fazer um teste laboratorial. Só que existem vários tipos dele no mercado. Entenda, abaixo, as diferenças entre cada um.

Teste rápido

Para quem tem pressa em receber o resultado, existem dois tipos de testes rápidos, o de antígeno, que detecta proteínas na fase de atividade da infecção; e o de anticorpos, que identifica uma resposta imunológica do corpo em relação ao vírus. Devem ser feitos entre o terceiro e no máximo sétimo dia do aparecimento dos sintomas.

A forma de coleta é similar aos testes para gravidez encontrados nas farmácias. A amostra de secreção respiratória é depositada em uma lâmina de nitrocelulose (uma espécie de papel), que reagirá e apresentará o resultado por meio de uma indicação visual.

A principal vantagem é a obtenção de resultados rápidos para a decisão da conduta. Porém, esses testes possuem sensibilidade muito reduzida e, de acordo com o Ministério da Saúde, apresentam uma taxa de erro de 75% para resultados negativos.


RT-PCR

O RT-PCR é considerado o “padrão-ouro” no diagnóstico da Covid-19 e identifica a presença do vírus no período ativo nas vias respiratórias por meio de secreção respiratória ou saliva.

É colhido no nariz e na garganta por meio do swab, instrumento semelhante a um cotonete. Pode ser realizado a partir do terceiro dia após o início dos sintomas e até o décimo dia.

Existem várias metodologias e protocolos para realização do RT-PCR, por isso, os resultados podem variar de um laboratório para outro, mas costumam ser divulgados entre seis horas a até dois dias.

O exame tem alto grau de confiabilidade, acima de 90%, e dificilmente apresenta resultado falso positivo, se feito no período correto dos sintomas.


Sorologia

A sorologia, diferentemente do RT-PCR, verifica a resposta imunológica do corpo em relação ao vírus. O exame é realizado a partir da amostra de sangue do paciente.

É recomendado que seja feito 10 dias após o início dos sintomas. Esse tempo deve ser respeitado, pois a produção de anticorpos no organismo só ocorre depois de um período mínimo após a exposição ao vírus.

É importante ressaltar que nem todas as pessoas que têm infecção por Sars-CoV-2 desenvolvem anticorpos detectáveis pelas metodologias disponíveis. Desse modo, podem haver resultados negativos na sorologia mesmo em pessoas que tiveram Covid-19 confirmada por PCR.


Para ser mais assertivo na escolha do teste e, principalmente, no diagnóstico é importante procurar a orientação de um profissional da saúde.


22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo