Útero Retrovertido – O que é

O útero retrovertido, também conhecido como útero invertido, nada mais é que o útero em uma rotação ao contrário do usual. É uma diferença anatômica em que o órgão é formado para trás, em direção as costas. Neste caso também é comum que os outros órgãos do sistema reprodutor como os ovários e trompas também estejam voltados para trás.


Apesar da alteração na anatomia, essa situação não interfere na fertilidade da mulher e nem impede a gravidez. Além disso, na maioria dos casos não existem sinais ou sintomas, sendo o útero retrovertido identificado pelo médico ginecologista durante a realização de exames de rotina, como a ultrassonografia e o Papanicolau.


CAUSAS


O útero retrovertido, em alguns casos é uma pré-disposição genética, que não é passada de mãe para as filhas, mas sim se tratando apenas de uma variação na posição do órgão. Entretanto, é possível que após uma gestação o ligamento que mantém o útero na posição correta, fique mais frouxo e isso possibilite a mobilidade do útero, aumentando as chances de que este órgão se vire para trás.


SINTOMAS

A maioria das mulheres com útero invertido, não apresentam sintomas e por isso essa condição é normalmente diagnosticada durante a realização de exames de rotina. No entanto, em alguns casos podem surgir alguns sintomas, sendo os principais:



· Fortes cólicas antes e durante a menstruação;

· Dor na região dos quadris;

· Dor ao urinar e evacuar;

· Dor durante e após o contato íntimo;

· Dificuldade para usar absorventes internos;

· Sensação de pressão na bexiga.


Caso exista suspeita de útero invertido é recomendado procurar um ginecologista, pois será necessário realizar exames de imagem como a ultrassonografia, para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento adequado.


O Hospital São Francisco conta com especialistas em seu quadro de profissionais.

Clique no botão abaixo e agende sua consulta.






70 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo